Nova proposta: Orçamento pessoal e familiar simplificado

Quando nossa planilha de lista de compras passou dos 500 downloads no 4Shared, percebemos que já era hora de finalizar uma versão de orçamento pessoal e familiar para nossos amigos.

Muitos de nós já acordamos para rever o orçamento, as dívidas e as despesas supérfluas que estão atrasando sonhos mais ousados e importantes, como: viajar com a familía, comprar uma casa nova, pagar um curso técnico ou a pós-graduação etc.

Tivemos a oportunidade de assistir a algumas paletras sobre o assunto e, durante a explanação, algumas sugestões de planilhas são oferecidas. Essas planilhas já predeterminam uma estrutura de gastos, que inclui: moradia, transporte, lazer, extras, saúde etc. E essa é uma maneira didática de abordar o orçamento pessoal e familiar.

Mas o que estamos propondo com a planilha simplificada abaixo é deixar que você mesmo estabeleça os grupos de despesas que deseja monitorar e, aos poucos, vá acrescentando mais dados.

Isso porque, mais importante que o formato da planilha, é desenvolver o hábito saudável de acompanhar suas receitas e despesas no dia-a-dia. E quando a planilha é muito complexa, ou contém campos desnecessários, acabamos desistindo dessa tarefa tão importante.

Nossa planilha pretende ajudar a administrar desde a mesada do jovem até a renda familiar de um lar. Pode ainda ser utilizada por diretórios acadêmicos, organizadores de pequenos eventos sociais e colegas de apartamento.

Utilizando a planilha

reidasplanilhas-planilha-orcamento-familiar-pessoal

  1. Primeiro, relacione as fontes de receita e os respectivos valores. Em seguida, crie os grupos que pretende monitorar na tabela de grupos de despesas.
  2. Os gastos ou movimentações podem então ser relacionados na lista principal de despesas. Ao lado de cada despesa lançada, basta associar um grupo de despesa. Esses valores serão automaticamente agrupados na tabela de grupos de despesas, assim como nos gráficos do final da página. Assim, é possível criar um grupo “LAZER/PASSEIOS” para saber quanto você gastou com as saídas do mês. E os grupos “CARRO” e “COMBUSTÍVEL” para relacionar os gastos totais com os deslocamentos diários e as revisões ou parcelas do carro.
  3. Na tabela de saldo do mês, você tem a possibilidade de informar o saldo do mês anterior e visualizar o saldo atual, resultado da diferença entre as receitas e o total de despesas lançadas.
  4. Ao final de cada mês, salve uma cópia para o próximo mês e acompanhe a evolução de suas metas de economia.


Baixar gratuitamente

Orçamento familiar e pessoal – versão 2